Notícia

Lonas de caminhão: 6 erros que podem danificar a cobertura e prejudicar o transporte da safra

Lonas de caminhão: 6 erros que podem danificar a cobertura e prejudicar o transporte da safra

Fonte: Fabiana Groppo - Alfapress Comunicações

Contato: fabiana.groppo@alfapress.com.br
Data: 12/04/2018

Para ter tranquilidade na estrada, transportar a safra de forma segura e evitar prejuízos é preciso ficar atento com a manutenção de diversos itens do caminhão. Além de freios, filtros, suspensão e pneus, a lona usada para proteção da carga, seja de grãos, café ou açúcar, tornou-se peça imprescindível e deve estar em bom estado de conservação e adequada para o transporte. Conheça os erros mais comuns que podem gerar desgaste do material, comprometer sua durabilidade e causar derrame de mercadorias nas vias de tráfego.

1 - Lona inadequada

O primeiro passo para garantir a durabilidade da lona do caminhão é escolher o material mais adequado considerando o tipo de carga e tamanho da carroceria. Segundo Rosemeire Branco, gerente comercial da Cipatex®, fabricante de lonas para caminhão “Toda Carga”, um dos erros mais comuns é adquirir uma cobertura um pouco menor e forçá-la nos cantos e quinas, o que pode danificar a lona e causar rasgos.

Se a lona não cobrir toda a carga também pode ocorrer o derrame durante o trajeto, causando acidentes e prejuízos com a perda de mercadoria.

Para cada produto existe um tipo de lona adequado. A lona produzida em PVC, por exemplo, é indicada para cargas de grãos, areia, pedra, cimento, carvão e adubo. Para cargas mais secas como sacarias de farinha, café e açúcar, a recomendação é utilizar a lona de algodão. A tela é mais usada para proteger a caçamba.

  • Lona de algodão

 
?Lona de PVC

2 - Arrastar a cobertura

Arrastar a lona em superfícies ásperas e imperfeitas também pode prejudicar a proteção do material e diminuir sua vida útil.

3 - Produtos inadequados para limpeza

Na hora de limpar a cobertura é preciso ter cuidado com os itens que irá utilizar. O uso de produtos químicos pode deteriorar a camada plástica da sua lona de PVC. O indicado é lavar com água e sabão neutro. Conforme Rosemeire, solventes, escovas ou esponjas de aço são inimigos das coberturas. 

4 - Guardar lona úmida

Guardar a cobertura, seja de PVC ou algodão, suja ou molhada é outro erro cometido por muitos. A umidade pode provocar o aparecimento de mofo que pode comprometer a proteção, principalmente de carga alimentícia. “O ideal é sempre deixar a lona aberta até secar por completo. Para guardar o material, escolha um local seco e limpo”, comenta Rosemeire.

5 - Uso de ferramentas

O uso de ferramentas para puxar e forçar a lona para baixo também gera desgaste. “É preciso evitar passar cordas por cima da cobertura, dando preferência em usar cintas elásticas nas argolas ou ilhoses, esticando somente o necessário”, reforça.

6 - Lona solta

Uma situação que pode prejudicar a durabilidade, trazer riscos de acidentes e desperdícios de mercadoria é deixar a lona solta na parte traseira, ainda mais em rodovias em condições precárias. Fixe toda a lona, evitando que alguma ponta fique solta e rasgue. O ideal é fazer o mesmo tipo de amarração em toda a cobertura, ajudando na distribuição da tração e proteção da carga.                                                                                                                                                                                             

 

?

Sobre o Grupo Cipatex®

Há 53 anos o Grupo Cipatex® oferece ao mercado soluções confiáveis e inovadoras em revestimentos sintéticos e não-tecidos, buscando sempre uma posição de vanguarda, com responsabilidade social e ambiental. Criada em 1964, a companhia se diversificou constantemente e hoje conta com uma linha de produtos que atende aos setores de calçados, piscinas, bolsas e acessórios, utilidades domésticas, construção, móveis, vestuário, automóveis, esporte e lazer, brindes, material escolar e comunicação visual. Por essa dedicação tornou-se líder na fabricação de revestimentos sintéticos. Ao todo, a Cipatex® conta com cerca de 1.400 colaboradores distribuídos em cinco plantas industriais.