fbpx
Revista Attalea Agronegócios
Image default
Cana de Açúcar

CTNBIO aprova nova variedade de cana do CTC

Segunda variedade de cana geneticamente modificada da empresa tem como principal característica à resistência à praga da broca.

A Comissão Técnica Nacional de Biossegurança (CTNBio) aprovou o uso comercial do segundo evento de modificação genética em cana de açúcar desenvolvida pelo Centro de Tecnologia Canavieira (CTC). A CTC9001BT, resistente a Broca-da-Cana (Diatraea saccharalis), vem ampliar o portfólio da empresa em soluções para o controle da principal praga que afeta as lavouras no Brasil, com prejuízos que chegam a R$ 5 bilhões por ano, devido a perdas de produtividade agrícola e industrial, qualidade do açúcar e custos com inseticidas. “A variedade CTC9001 convencional tem sido uma das mais plantadas no Brasil.  A modificação genética realizada tornando-a resistente a broca trará enorme benefício para nossos clientes.”, afirma Viler Janeiro, diretor de Assuntos Corporativos do CTC.

Além dos ganhos econômicos, com melhor produtividade e qualidade do açúcar, estudos de processo provaram que o açúcar e o etanol obtidos a partir da cana Bt são idênticos aos produtos derivados de cana convencional. Estudos adicionais mostraram ainda que tanto o gene Bt como a proteína são completamente eliminados nos derivados de cana-de-açúcar durante o processo de fabricação.

Ainda, estudos ambientais não constataram quaisquer efeitos negativos relacionados à composição do solo, à biodegradabilidade da cana GM ou às populações de insetos, exceto às pragas alvo (principalmente broca).

Fonte: DATAGRO

Related posts

ADAMA lança tecnologia de informação integrada para acompanhamento das etapas da produção canavieira

Com o “Tereos Summer Experience”, Tereos abre inscrições para programa de estágio de verão

[Arnaldo Luiz Corrêa] – Mercado do Açúcar – 19 a 23 de Novembro 2018

Revista Attalea Agronegócios

Deixe um comentário