fbpx
Revista Attalea Agronegócios
ARTIGOS Bancos e Crédito Rural

[Caius Godoy] – O desenvolvimento da agropecuária brasileira com os créditos rurais.

CAIUS GODOY
(Dr. Da Roça) é sócio na AgroBox Advocacia em Agronegócios.
http://agroboxadv.com.br/
E-mail: caius.godoy@agroboxadv.com.br

A agropecuária é uma das principais atividades econômicas no Brasil. Só em 2017, enquanto as estimativas apontavam um crescimento do PIB agrícola e pecuário em 3,61%, o setor registrou um crescimento acumulado de 14,5%. 

Em 2020, em plena pandemia, a agropecuária apresentou um PIB de 1,9% no 1° trimestre, registrando um crescimento ainda mais intenso que o observado no 1° trimestre/2019, quando o PIB registrado foi de 0,9% em comparação ao mesmo período de 2018.

Este crescimento apenas tornou-se possível graças ao financiamento que Bancos e Cooperativas de Crédito oferecem ao pequeno, médio e grande produtor, a fim de estimulá-lo em suas atividades, tornando-as mais produtivas em comparação às criações e produções agrícolas de outros países – considerando o mesmo pedaço de terra.

Como funciona o Crédito Rural?

O Crédito Rural é assegurado pelo Sistema Nacional de Crédito Rural – SNCR, tendo como principais agentes os Bancos e as Cooperativas de Crédito. 

O SNCR tem suas normas de aplicação de recursos aprovadas pelo Conselho Monetário Nacional – CMN. A publicação das diretrizes é feita pelo Banco Central no Manual de Crédito Rural – MCR.

Para atender aos produtores rurais é necessário que estes estejam enquadrados em situações específicas da Lei, dentro do PRONAF – Programa Nacional de Fortalecimento da Agricultura Familiar e de outras duas subdivisões deste programa, sendo o Pronaf Custeio, que é dividido em agrícola e pecuário, e o Pronaf Investimento.

Outras modalidades de financiamento previstas nestes programas são: Programa Nacional de Apoio ao Médio Produtor Rural (Pronamp); Funcafé (voltado ao custeio, produção e estocagem); Moderfrota (investimentos em tecnologia, veículos e equipamentos); Moderagro (projetos de expansão do cultivo); Programa para Construção e Ampliação de Armazéns (PCA) e INOVAGRO (investimentos em tecnologias).

A Importância do Crédito Rural e Cooperativas de Crédito 

Para tanto, o crédito rural é um financiamento que auxilia associações, produtores e cooperativas agrícolas a investirem em suas produções, propriedades e operações comerciais.

As Cooperativas de Crédito são um tipo de instituição financeira, sob o comando do Banco Central, formada por cooperados que se unem para garantir estes financiamentos nas propriedades e operações do campo. 

Cada cooperado entra com uma cota de participação em investimentos, fazendo parte da entidade e, portanto, sendo beneficiado por ela. Os depósitos efetuados pelos cooperados são garantidos pelo Fundo Garantidor do Cooperativismo de Crédito em até R$ 250mil. 

Outras vantagens que os cooperados possuem são: financiamentos e empréstimos com taxas muito mais vantajosas, além de cartões de débito e de crédito; orientação e incentivo a aplicações financeiras/investimentos, dentre outras orientações aplicadas ao campo.

Desta forma, as cooperativas garantem um atendimento personalizado a cada produtor, orientando-o quanto ao melhor uso do crédito que conseguir. 

É desta forma que o trabalho no campo não para de crescer e continua atraindo a atenção tanto de quem cresceu nas cidades, como de quem vai para os centros urbanos para estudar já pensando em voltar. 

E assim como no passado, ainda forma um dos pilares principais da economia brasileira, em pleno século XXI.

Related posts

Crédito: um grande desafio do mercado de insumos agrícolas

Revista Attalea Agronegócios

[Alexandre Vinícius de Assis] – Estratégia com soja aumenta rentabilidade dos produtores de cana

Congresso Nacional derruba três vetos na Lei do Agro

Revista Attalea Agronegócios

Deixe um comentário