Cafés EspeciaisEVENTOS - DESTAQUES

Cafés da Região da Alta Mogiana conquistam valores recordes na celebração de 20 anos do Concurso de Cafés de Qualidade

Sacas campeãs participaram de leilão com um total inédito arrecadado de R$ 137 mil em lances de compradores de cafeterias e torrefações do Brasil

Produtores e produtoras da Região da Alta Mogiana estão em festa! A 20ª edição do Concurso de Qualidade do Café da Região da Alta Mogiana e o 4º Concurso Cerejas do Café tiveram sua noite de premiação no último dia 4 de novembro, na cidade de Franca (SP).

Após meses de colheita e preparação dos cafés, o resultado final foi anunciado em cerimônia no Espaço Cedro com mais de 300 convidados, dentre eles, 70 produtores presentes e finalistas dos concursos. O evento foi organizado e realizado pela Associação de Produtores de Cafés Especiais da Alta Mogiana (AMSC).

A celebração dos 20 anos foi acompanhada de grandes emoções e homenagens. A edição do Concurso de Qualidade do Café da Região da Alta Mogiana recebeu um total de 127 amostras para as categorias Natural e Fermentação Controlada – uma nova categoria que valoriza o produtor que investe em tecnologias no pós-colheita do grão.

No 4º Concurso Cerejas do Café destinado às produtoras da região, por meio do grupo de mulheres do café, foram 36 amostras inscritas, também divididas nas categorias Natural e Fermentação Controlada.

A pré-seleção dos concursos foi realizada por provadores da região que pontuaram os cafés na metodologia de avaliação sensorial do Cup of Excellence – principal concurso mundial. Na final dos concursos foram selecionados dez juízes de âmbito nacional para a classificação, com a coordenação do juiz principal, Júlio Ferreira, sócio-proprietário da Doca Complexo Cafeeiro – e da Mogiana Assessoria.

Os cinco primeiros colocados de cada categoria participaram de um leilão realizado logo após as provas e que teve o seu encerramento durante a cerimônia de premiação. No total foram arrecadados R $137.150, número recorde para a região ao longo dos 20 anos.

Segundo Edgard Bressani, presidente da AMSC: “a nova diretoria impôs uma dinâmica de participação mais ativa de seus membros para que fosse possível executar mais atividades para os produtores da região. E foi um sucesso. Nosso leilão bateu recordes históricos e superou nossas expectativas. Buscamos sempre levar a mensagem dos cafés especiais para um número maior de associados. É nítida a evolução daqueles que vêm caminhando com a gente nessa jornada de valorização de nossa Indicação de Procedência”, enfatizou.

Mesa de Honra:- Roberto Lopes Camargo (Prefeitura de Franca), Milton Pucci (AMSC), Edgard Bressani (AMSC), Laís Peixoto Costa Faleiros (Cerejas do Café), Ely Brentini (Sindicato Rural de Pedregulho/SP) e José Augusto Freixes (Sindicato Rural de Franca/SP) – (Créditos: Igor do Vale/Divulgação)

Homenagens também foram realizadas a personalidades que contribuíram para a Região ao longo da história, como Milton Cerqueira Pucci, presidente do Conselho Associativo da AMSC e Ely Martin Vieira Brentini, presidente do Sindicato Rural de Pedregulho.

Milton Pucci lembra do início como um grande desafio: “fizemos diversas ações no começo para criar o concurso, pois na época precisávamos mudar a valorização dos cafés de qualidade. Poucos queriam participar e nas reuniões sempre trazíamos a importância do concurso. A AMSC foi importante para ensinar o caminho para os produtores e com muita luta conseguimos a IP e isso ajudou muito a Região da Alta Mogiana. Quero parabenizar a AMSC pelo evento!”

Premiados

O resultado dos concursos foi emocionante pois revelou pontos extremamente altos para os finalistas com cafés acima de 90 pontos, que são grãos raros e que demonstram o terroir da Região da Alta Mogiana. A grande família campeã foi da produtora Marilise Pimenta Faleiros, da Fazenda São Domingos, no município de Ibiraci (MG) que conquistou o primeiro e segundo lugares na Categoria Natural e o primeiro lugar no Cerejas do Café, junto com seu filho, Cairo:  “Eu fiquei muito surpresa e muito emocionada pelas premiações. Vi nossos esforços serem coroados. Acrescente-se a isso a emoção de ganhar prêmios de alta relevância para quem faz da cultura cafeeira o seu objetivo maior. Intimamente ofereci esse prêmio aos meus antepassados: bisavós, avós, meu pai, Laerte Faleiros, que por toda uma vida labutaram na lavoura de café. E também ao meu irmão, Maury Faleiros, que por duas vezes levou o prêmio de melhor café da Alta Mogiana, e que nos deixou tão precocemente, há 4 anos atrás.  Quero agradecer o carinho de todos os presentes e principalmente o incentivo para seguirmos em frente, buscando sempre mais a excelência de nosso produto”, revelou a produtora Marilise.

(Créditos: Igor do Vale/Divulgação)

O leilão foi a grande surpresa da noite com lances recordes. O produtor Caio Junqueira, da Fazenda Santo Amaro, fez uma das maiores ofertas da noite, no valor de R$ 7.000,00, pelo primeiro lugar do lote da Cerejas do Café. O objetivo do produtor foi arrecadar para o Lar São Vicente de Paulo, no município de São Tomás de Aquino, e doar o café para o local. A iniciativa teve a adesão dos produtores e compradores presentes e foram arrecadados extras mais R$ 22.000,00 para doação à instituição.

Para Laís Peixoto Costa Faleiros, presidente do Cerejas do Café: “O concurso este ano foi surpreendente, tanto pela qualidade como pelos valores dos cafés comercializados no leilão. É o reconhecimento de um belo trabalho realizado pelas mulheres da região da Alta Mogiana.”

No total, o leilão realizado movimentou R$ 137.150,00 para 32 sacas de 60 kg, totalizando uma média de R$ 4.285,00 cada saca. O primeiro lugar da Categoria Natural, do produtor Cairo Faleiros de Figueiredo, da Fazenda Nossa Senhora de Lourdes e Santo Antônio, alcançou o lance de R$ 11.000,00 pela saca de 60 kg e foi o recorde maior da noite.

Conheça os vencedores por categoria e pontuação, que vai de 0 a 100 na escala para cafés especiais.

20ª edição Concurso de Qualidade do Café da Região da Alta Mogiana
Categorial Natural – Resultado Final:

(Créditos: Igor do Vale/Divulgação)

20ª edição Concurso de Qualidade do Café da Região da Alta Mogiana
Categoria Fermentação Controlada – Resultado Final:

(Créditos: Igor do Vale/Divulgação)

4º Concurso Cerejas do Café
Resultado Final:

(Créditos: Igor do Vale/Divulgação)

Confira algumas imagens do evento

A apresentação foi feita pela jornalista Mariana Proença e Gabriel Borges, gestor da AMSC. (Créditos: Igor do Vale/Divulgação)
Ely Martin Vieira Brentini (presidente do Sindicato Rural de Pedregulho e idealizador das primeiras edições do concurso) e Milton Cerqueira Pucci (presidente do Conselho Associativo da AMSC e um dos fundadores da Associação). (Créditos: Igor do Vale/Divulgação)

O futuro

Para o futuro, o presidente da AMSC, Edgard Bressani, já está planejando os próximos passos, juntamente com a diretoria: “Ainda temos nossa participação agora em novembro na Semana Internacional do Café (SIC), com comercialização de outros lotes do concurso, sessões de cupping com cafés de associados e, para o ano de 2023, está planejada nossa participação em uma das mais importantes feiras mundiais de cafés especiais do mundo, que acontecerá em Atenas, em junho, a World of Coffee”.

Patrocinadores e Apoiadores do Concurso

A 20ª edição do Concurso de Qualidade do Café da Região da Alta Mogiana e o 4º Concurso Cerejas do Café tiveram o patrocínio e o apoio:  Patrocínio Diamante: Vittia. Patrocínio Black Platinum: BUNN e FMC. Patrocínio Platinum:  Lallemand, LalCafé e Pinhalense. Patrocínio Silver: Nucoffee e Syngenta. Patrocínio Bronze: Carmomaq, Cafebrás, Coopercitrus, DCS-Agroseguros, Tracan, Três Corações. Patrocinador Elo: Doca – Complexo Cafeeiro, Agro-Cp, Sicob-Credicitrus. Apoiadores: Acif – Associação do Comércio e Indústria de Franca e Exportadora Bella Época. Armazéns Credenciados: Coopercitrus, Cooperfran , Cocasul, Cocapil , Cocapec, Ouro Verde, Peneira Alta e Agam.

Carlos Arantes Corrêa e Adriana Dias, diretores da Revista Attalea Agronegócios – (Créditos: Igor do Vale/Divulgação)

A Revista Attalea Agronegócios mais uma vez foi Mídia Oficial do evento. “Ficamos muito felizes em poder contribuir com a homenagem feita pela atual diretoria da AMSC para os 20 anos de história do concurso. A revista faz a cobertura do Concurso da AMSC desde 2006, quando da realização do 4º Concurso de Qualidade, organizado pelo Sindicato Rural de Pedregulho e pela AMSC. Com um acerto de fotos riquíssimo de todos os concursos, podemos praticamente contar uma parte da história da Associação”, afirmou Carlos Arantes Corrêa, diretor da Revista Attalea Agronegócios.

4º Concurso de Qualidade de Cafés da AMSC – Pedregulho (SP) – (Créditos: Carlos Arantes Corrêa / Revista Attalea Agronegócios)
Premiação do 4º Concurso de Qualidade de Cafés da AMSC – Pedregulho (SP), com a presença do ex-Governador Orestes Quércia – (Créditos: Carlos Arantes Corrêa / Revista Attalea Agronegócios)

Sobre

A Região da Alta Mogiana é formada por 23 municípios que estão localizados nos estados de São Paulo e Minas Gerais. A localização conquistou a Indicação de Procedência (IP) em 2013. O Concurso da Região da Alta Mogiana é organizado e realizado pela Associação de Produtores de Cafés Especiais da Alta Mogiana (AMSC), gestora da Indicação Geográfica da Região da Alta Mogiana.

INFORMAÇÕES
(16) 3017.0705
altamogiana@amsc.com.br

Fotos: Igor do Vale/Divulgação

Related posts

FENICAFÉ 2019: Qualidade técnica das palestras foi o principal diferencial da maior feira da cafeicultura irrigada do país

Mario

Concurso Estadual de Qualidade dos Cafés de 2018: Emater-MG divulga lista dos classificados para a segunda etapa

Mario

Volume de negócios da Fenicafé supera os 150 milhões

Mario

Deixe um Comentário

Este site utiliza cookies para melhorar sua experiência. Presumiremos que você concorda com isso, mas você pode cancelar se desejar. Aceitar Leia Mais