Image default
Cafés Especiais

Café Especial: última chamada para inscrições no Cup of Excellence Brazil 2018

Principal concurso de qualidade do mundo recebe amostras de cerejas descascados até 4 de setembro e de cafés naturais até o dia 11 do mesmo mês

A Associação Brasileira de Cafés Especiais (BSCA) comunica que faltam poucos dias para as inscrições no Cup of Excellence Brazil 2018, principal concurso de qualidade do mundo que a entidade realiza como ação do “Brazil. The Coffee Nation” em parceria com a Agência Brasileira de Promoção de Exportações e Investimentos (Apex-Brasil) e a Alliance for Coffee Excellence(ACE).O prazo para os produtores de grãos por via úmida, que são os cerejas descascados e ou despolpados/desmucilados, enviar suas amostras ao Cup of Excellence Brazil 2018 – Categoria Pulped Naturals termina no dia 4 de setembro. Já os produtores de cafés naturais devem encaminhar seus lotes para o Cup of Excellence Brazil 2018 – Categoria Naturals até o dia 11 do mesmo mês. As inscrições devem ser feitas no site da BSCA (http://brazilcoffeenation.com.br/contest-edition/list).

Este ano, a fase internacional será realizada entre 15 e 21 de outubro no Assoxupé Club, em Guaxupé, Sul de Minas Gerais, e terá a cooperativa Cooxupé e a empresa SMC Specialty Coffees como instituições anfitriãs. A auditoria da competição será feita pela Agricert Brasil e a empresa FALCAFÉ será a responsável pelo envio dos lotes campeões aos compradores internacionais.

O concurso conta com duas modalidades de vencedores, a Cup of Excellence Winners e a National Winners, que serão conhecidos em 21 de outubro. Os cafés naturais e cerejas descascados que forem avaliados, na fase internacional, com notas entre 84 e 85,99 pontos serão eleitos “National Winners” e receberão remuneração condizente com a qualidade que possuem no leilão da modalidade. Já os “Cup of Excellence Winners” serão os cafés campeões do concurso, que terão notas iguais ou superiores a 86 pontos e serão ofertados em leilão aos principais compradores mundiais.

Em 2017, foram registrados recordes expressivos nos concursos. A competição destinada aos cafés produzidos por via úmida teve o maior lance por saca da história no Brasil, equivalente a R$ 55.457,60 por cada volume de 60 kg, e o maior preço médio da categoria Pulped Naturals, que correspondeu a R$ 5.431,09 por saca. O leilão dos grãos produzidos por via seca registrou o maior valor pago por um café natural no mundo, de R$ 39.213,40 por saca, além do valor mais alto pago em reais na história do Cup of Excellence – Categoria Naturals: R$ 5.025,58 por saca.

SOBRE O PROJETO SETORIAL
O “Brazil. The Coffee Nation”, desenvolvido em parceria pela BSCA e pela Apex-Brasil, tem como foco a promoção comercial dos cafés especiais brasileiros no mercado externo. O objetivo é reforçar a imagem dos produtos nacionais em todo o mundo e posicionar o Brasil como fornecedor de alta qualidade, com utilização de tecnologia de ponta decorrente de pesquisas realizadas no país. O projeto visa, ainda, a expor os processos exclusivos de certificação e rastreabilidade adotados na produção nacional de cafés especiais, evidenciando sua responsabilidade socioambiental e incorporando vantagem competitiva aos produtos brasileiros.

Iniciado em 2008, a vigência do atual projeto se dá até maio de 2020, tendo como mercados-alvo: (i) Alemanha, Austrália, Canadá, China, Coréia do Sul, Estados Unidos, Itália, Japão, Noruega, Nova Zelândia, Polônia, Reino Unido, Rússia, Taiwan (Formosa) e Turquia para os cafés crus especiais; e (ii) Argentina, China e Estados Unidos para os produtos da indústria de torrefação e moagem. As empresas que ainda não fazem parte do projeto podem obter mais informações diretamente com a BSCA, através dos telefones (35) 3212-4705 / (35) 3212-6302 ou do e-mail exec@bsca.com.br

Fonte: Paulo André Colucci Kawasaki – BSCA – Assessoria de Comunicação
 ascom@bsca.com.br

Related posts

Conhecida pelos queijos artesanais, Canastra agora lança marca território do café

Mario

Cafés Especiais: Evento “Qualidade no Campo” discutiu fermentação, secagem e via-úmida

Mario

[Tadeu Oliveira] – Quem consome o nosso café?

Mario

Deixe um Comentário

Este site utiliza cookies para melhorar sua experiência. Presumiremos que você concorda com isso, mas você pode cancelar se desejar. Aceitar Leia Mais