Powered by Rock Convert
Revista Attalea Agronegócios
Milho e Soja

BASF é parceira de agricultores campeões nacionais de produtividade de soja da safra 18/19

Os agricultores que deixaram o legado de altos rendimentos na safra 2018/2019 receberam o reconhecimento do CESB – Comitê Estratégico Soja Brasil. O Desafio de Máxima Produtividade da Soja foi realizado nesta terça-feira, em Londrina (PR). Os resultados apontam para a consistência das Soluções BASF como aliadas dos agricultores campeões por mais um ano consecutivo.

O campeão nacional de sequeiro é o sojicultor Rafael Tolotti, da fazenda Tolotti, localizada no município de Erval Seco (RS). A área inscrita no Comitê alcançou uma produtividade de 123,50 sacas por hectare.

 “Com o apoio da BASF na tomada de decisão para um controle fitossanitário eficiente do começo ao fim, utilizamos as soluções corretas e eficientes na hora certa para alcançarmos a melhor sanidade na lavoura.”, comemora o agricultor Rafael Tolotti, vencedor nacional sequeiro do Desafio de Máxima Produtividade de Soja 2019.

Pela oitava safra consecutiva, as tecnologias desenvolvidas pela BASF contribuíram para a conquista de vencedores do Desafio do CESB. Nos últimos anos, 21 campeões de produtividade usaram Soluções BASF e fizeram o manejo correto para alcançar altas produtividades e colher mais soja por hectare. A empresa participa do evento desde sua primeira edição, na safra 2008/2009.

Este ano, além do vencedor nacional de sequeiro, mais três campeões utilizaram Soluções BASF:

  1. Campeão Sul Sequeiro – Rafael Tolotti (Família Tolotti), de Erval Seco (RS), alcançou produtividade de 123,5 sacas por hectare utilizando tratamento de sementes com Standak® Top, fungicidas Orkestra® SC, Ativum® e Versatilis® e o inseticida Fastac® Duo.
  2. Campeão Sudeste Sequeiro – Matheus Grossi Terceiro, de Patrocínio (MG), registrou produtividade de 110,45 sacas por hectare com o uso de tratamento de sementes com Standak® Top, fungicida Ativum® e o inseticida Pirate®.
  3. Campeão Norte/Nordeste Sequeiro – João Antônio Gorgen, de Riachão das Neves (BA), atingiu produtividade de 96,89 sacas por hectare usando o tratamento de sementes com Standak® Top, e os fungicidas Orkestra® SC, Ativum® e Status®.
  4. Campeão Nacional Sul Irrigado – Maurício De Bortoli, do município de Cruz Alta (RS), obteve uma produtividade de 123,88 sacas por hectare com o uso do tratamento de sementes com Standak® Top e dos fungicidas Orkestra® SC e Versatilis®.

Os resultados positivos alcançados no Desafio CESB de Máxima Produtividade reforçam o comprometimento da empresa com o desenvolvimento de inovações que permitam o incremento da produção de soja no Brasil. A BASF acredita que é possível produzir cada vez mais com uso de tecnologia e realizando o manejo correto das plantações, sem aumentar a área de cultivo.

“A premiação do CESB é uma referência para o mercado de soja. Para a BASF, é o reconhecimento da consistência do nosso portfólio e do trabalho feito em prol da sojicultura brasileira. Cada vencedor deixa um legado de boas práticas da lavoura e a empresa atua junto dos agricultores na construção deste legado”, comenta Hélio Cabral, gerente de Marketing Soja da BASF.

Manejo campeão

O manejo correto facilita o controle de doenças como a ferrugem asiática, uma das principais estratégias para o alcance de altas produtividades de soja. A BASF orienta a aplicação preventiva de fungicidas e oferece uma linha completa de soluções para todas as fases de cultivo. Os fungicidas Ativum®, Versatilis® e Orkestra® SC foram importantes no manejo feito pelos agricultores campeões de produtividade, o que comprova a importância do uso de soluções eficientes e no momento correto ao longo do ciclo da planta.

O tratamento de sementes com Standak® Top é mais uma referência entre os agricultores com altos rendimentos na safra. Há alguns anos, o produto é usado por vencedores do Desafio do CESB. A solução protege o potencial genético das sementes de soja fazendo com que atinjam altas produtividades. O Standak®Top tem inseticida e fungicidas, blindando as sementes contra o ataque de pragas e doenças de solo que interferem no processo de germinação e de desenvolvimento das plantas de soja.

 

FONTE: Roberta Silveira – máquinacohn&wolfe
roberta.silveira@maquinacohnwolfe.com

 

Related posts

Soja: Fertilizante de alta performance aumenta produtividade e gera receita adicional de até R$ 418,00 por hectare

Revista Attalea Agronegócios

De olho na safrinha de milho 2019, produtores planejam produtividade de 200 scs/ha

Rotam do Brasil lança fungicida líquido para o combate ao Mofo-Branco

Revista Attalea Agronegócios

Deixe um comentário