CaféCafé e Mercado

[ATLANTICA COFFEE] – Relatório Semanal 23 Fev 2024

EQUIPE ATLANTICA COFFEE
[Relatório Semanal – 19 a 23/02/2024]
Somos uma Trading Company do Grupo Montesanto Tavares, o maior grupo de café do Brasil
que atua em todas as etapas da cadeia cafeeira, desde a
produção dos cafés até a comercialização dos blends no exterior.
As empresas do GMT (Atlantica Coffee, Ally Coffee, Cafebras, Armazéns Gerais Leste de Minas e

as fazendas do GMT Farms) estão localizadas na América do Sul,
Europa, América do Norte e atuam em todos os continentes.
www.atlanticacoffee.com/blog

KCNY e câmbio 

A semana foi mais curta para as cotações do café na bolsa de NY, visto que segunda-feira (19) foi feriado nos EUA, e foi marcada pelo início do período de notificação de entrega do vencimento março/24. As notificações se iniciaram na quarta (21) e o spread H4XK4 atingiu a máxima de +10,95 para as rolagens. Nos dois primeiros dias de notificação de entrega, 642 lotes já foram notificados.  

No vencimento maio/24, atualmente o mais líquido, as cotações ficaram entre 179,50 e 190,20 cents/lb. O mercado trabalhou em níveis mais altos até quinta-feira no início da manhã e depois iniciou o movimento contrário. Nos fundamentos, boas chuvas desde o início de 2024 até o momento para regiões produtoras e uma boa expectativa de safra 24/25 contribuíram para esse movimento. A Stonex divulgou sua estimativa da produção brasileira para a safra 24/25, onde registrou um aumento esperado de 4,2% contra o ciclo anterior. A produção estimada foi de 44,3 mi/sacas de arábica e 22,7 mi/sacas de robusta. 

O dólar ficou cotado entre R$4,9190 e R$4,9977 na semana, onde indicadores da economia norte americana reforçaram que a expectativa é que o FED (banco central dos EUA) deve esperar um pouco mais para iniciar a redução dos juros no país. 

Os fundos de investimento seguem aumentando seu saldo líquido comprado em contratos de café em NY. A Comissão de Negociação de Futuros de Commodities (CFTC) divulgou na sexta feira (16) o relatório com posicionamento de traders no mercado, referente à semana encerrada na terça (13), onde os fundos aumentaram sua posição comprada para 38.062, contra um saldo anterior de 34.940. 

Os estoques certificados de café em NY ICE fecharam nesta sexta-feira (23) em 324.157 de 60 kgs. Atualmente, há 127.421 sacas de café aguardando aprovação, sendo destas 113.402 de origem brasileira. 

MAIO/24: Mín: 179,50 | Máx: 190,20 | Último: 180,30 
BRL/USD: Mín: 4,9190 | Máx: 4,9977 | Último: 4,9935 

*Dados até a finalização deste relatório 


CLIMA

A frente fria que chegou na região Sudeste no dia 14 de fevereiro intensificou devido a formação de uma baixa pressão no litoral entre o Espírito Santo e a Bahia. Nos últimos dias, ocorreram fortes chuvas nas regiões norte do Espírito Santo, Sul da Bahia, Zona da Mata, Sul de Minas e Cerrado.  

A mesma frente fria entra em dissipação no litoral da região Sudeste a partir deste sábado, e a previsão para os próximos dias é de chuvas isoladas nas regiões cafeeiras de Garça, Mogiana, Sul de Minas e Cerrado. 

Chuvas previstas para a semana: 

Região Sul de Minas: entre 20 e 30 mm. 

Região Zona da Mata: entre 10 e 20 mm. 

Região do Cerrado: entre 20 e 30 mm. 

Região Alta Mogiana: entre 20 e 30 mm. 

Região de Garça: entre 20 e 30 mm. 


MERCADO DOMÉSTICO e FOB

No mercado físico, as bases de compradores e vendedores seguem descasadas, ainda que haja muitas ofertas, os produtores seguem firmes em suas bases. Alguns negócios foram reportados no início da semana conforme necessidade, mas com os movimentos baixistas de NY nessa quinta e sexta as negociações foram desaceleradas. No FOB, maioria dos pedidos são para embarque próximo, onde vários exportadores já têm suas posições comprometidas. 

As pedidas dos vendedores no interno são como abaixo: 

  • Bebida dura bica good cup na casa de R$ 1.010,00; 
  • Bebida dura bica fine cup perto de R$ 1.060,00; 
  • Rio Minas bica corrida com 25 de cata perto de R$ 900,00; 
  • 600 defeitos na casa de R$ 860,00; 

LOGÍSTICA

  • Na sexta-feira (16), a Autoridade Portuária de Santos (APS) assinou o Acordo de Cooperação Técnica (ACT) para a construção do Túnel Santos-Guarujá, em parceria com a União, representada pelo Ministério dos Portos e Aeroportos (Mpor), e o governo do estado de São Paulo. Essa iniciativa visa facilitar o trânsito entre as duas margens do porto de Santos, que abrigam terminais portuários operados por diferentes companhias de navegação. Com o túnel, espera-se otimizar a logística portuária e promover maior eficiência nas operações marítimas ao conectar as margens esquerda e direita, melhorando a integração entre os terminais e agilizando o transporte de cargas. 

As programações de estufagem para navios com operação no Porto de Santos voltaram a ser negativamente impactadas pela falta ou liberação tardia de containers. As alterações de deadlines e abertura de gate, que atingiram nível recorde em janeiro, também persistem. 

Os navios com saída nas próximas 4-6 semanas ainda não apresentam restrição de novas reservas. 

Related posts

1ª ALTA CAFÉ: A.Alves destaca na feira os tratores da Série T3F New Holland

Mario

Frio chega a 1,3°C e geada atinge cafezais em Araguari (MG) e Patrocínio (MG)

Mario

Secagem, Fermentação e Via-Úmida serão debatidos no 1º Encontro de Qualidade no Campo, em Ibiraci (MG)

Mario

Deixe um Comentário

Este site utiliza cookies para melhorar sua experiência. Presumiremos que você concorda com isso, mas você pode cancelar se desejar. Aceitar Leia Mais