CaféCafé e Mercado

[ATLANTICA COFFEE] – Relatório Semanal 22 Mar 2024

EQUIPE ATLANTICA COFFEE
[Relatório Semanal – 18 a 22/03/2024]
Somos uma Trading Company do Grupo Montesanto Tavares, o maior grupo de café do Brasil
que atua em todas as etapas da cadeia cafeeira, desde a
produção dos cafés até a comercialização dos blends no exterior.
As empresas do GMT (Atlantica Coffee, Ally Coffee, Cafebras, Armazéns Gerais Leste de Minas e

as fazendas do GMT Farms) estão localizadas na América do Sul,
Europa, América do Norte e atuam em todos os continentes.
www.atlanticacoffee.com/blog

KCNY e câmbio 

A semana foi movimentada nas cotações do café na bolsa de Nova York e no vencimento maio/24, as cotações ficaram entre 179,35 e 188,40 cents/lb, com amplitude de 905 pontos na semana. Vários fatores favorecem a volatilidade das cotações, como as preocupações com a oferta do robusta, visto a quebra de safra do Vietnam bem como os conflitos no mar vermelho, além disso há uma certa preocupação com o fenômeno La Niña e a chegada da temporada de inverno no hemisfério sul. Com a ascendente valorização do robusta, a arbitragem entre Nova York e LONDRES continua estreita, fortalecendo a procura pelo baixo arábica. Fatores técnicos também auxiliaram na manutenção do mercado acima do nível de 180, tendo as cotações dificuldades em romper a média móvel dos últimos 100 dias de 181,45. 

No câmbio a semana foi agitada, com o dólar chegando a cotado acima do nível psicológico de R$5,00, tendo como máxima R$5,0549 e mínima R$4,9503. O Banco Central americano confirmou que haverá 3 cortes de juros ainda em 2024, enquanto no cenário interno o Comitê de Política Monetária (Copom) anunciou na quarta-feira (20) o corte de 0,5 p.p. na taxa básica de juros (Selic), que reduziu de 11,25% para 10,75%. 

Até a última quinta-feira (21), haviam sido emitidos certificados de origem para mais de 2,8 milhões de sacas que já estão sendo embarcadas neste mês de março, volume esse que deve encaminhar as exportações de março/24 para um total maior que o mesmo período de 2023, que totalizou 3,115 milhões de sacas. As exportações de conilon seguem fortalecidas e até ontem já haviam sido embarcadas mais de 493 mil sacas. 

A Comissão de Negociação de Futuros de Commodities (CFTC) divulgou na sexta feira (15) o relatório com posicionamento de Traders no mercado, referente à semana encerrada na terça (12), onde os fundos aumentaram sua posição comprada, pela segunda semana seguida, em 1.387 lotes, totalizando 34.029 contra um saldo de 32.642 da semana anterior. 

Os estoques certificados de café em NY ICE seguem em tendência de recuperação e ultrapassaram 550 mil sacas na semana. Nesta sexta-feira (22) o estoque fechou em 568.097 sacas de 60 kgs, representando um aumento de 100.272 sacas desde o último dia 14. Atualmente, restam 87.657 sacas pendentes de aprovação.  

MAIO/24: Mín: 179,35 | Máx: 188,40 | Último: 184,85 
BRL/USD: Mín: 4,9503 | Máx: 5,0549 | Último: 4,9961 

*Dados até a finalização deste relatório 


CLIMA

A frente fria que chega nesta sexta-feira na região Sudeste deverá ficar parcialmente estacionária nos próximos dias entre os estados de São Paulo e Minas Gerais. É a primeira frente fria do outono, que começou no dia 20 de março e vai terminar no dia 21 de junho. 

Os modelos de previsões climáticas mostram que durante o outono haverá uma transição do fenômeno El Niño para o La Niña, que deverá começar a atuar a partir do inverno. Em uma situação neutra, pode-se esperar uma frequência maior de frentes frias ao longo do litoral da região Sudeste e temperaturas amenas nas regiões cafeeiras. 

Chuvas previstas para a semana: 

Região Sul de Minas: entre 70 e 80 mm. 

Região Zona da Mata: entre 40 e 60 mm. 

Região do Cerrado: entre 50 e 60 mm. 

Região Alta Mogiana: entre 60 e 80 mm. 

Região de Garça: entre 60 e 80 mm. 


MERCADO DOMÉSTICO e FOB

Mercado físico de bastante oscilação na semana, considerando os movimentos de dólar e NY, ainda que as bases de compradores e vendedores sigam descasadas. Com ascensão dos preços do robusta, qualidades como 600 defeitos seguem com preços mais altos e firmes. No rio minas, o mercado segue pouco ofertado e com preços sólidos. No FOB, estão mais em evidência os pedidos para o baixo arábica, como grinders e 600 defeitos, que oferece alternativas a indústria para cafés de menor custo. Para o rio minas, ainda que reduzida devido ao Ramadan, ainda há demanda para embarque de curto prazo, mesmo com preços descasados entre as pontas e a oferta mais limitada. Para fine cup e good cup, a demanda segue muito tímida, com o comprador aguardando a pressão da safra, que se aproxima, sobre os preços e o mercado segue mais lento, alguns negócios de curto prazo reportados e um volume um pouco maior para embarques de junho/24 em diante. 

No mercado interno, as pedidas dos vendedores são como abaixo: 

  • Bebida dura bica good cup na casa de R$1.025,00; 
  • Bebida dura bica fine cup perto de R$1.050,00; 
  • Rio Minas bica corrida com 25 de cata perto de R$920,00, com poucos vendedores; 
  • 600 defeitos na casa de R$910,00; 

LOGÍSTICA

Os portos de Santos e Rio de Janeiro, principais utilizados para os embarques de café, continuam a ser bastante afetados por atrasos de navios. Os armadores, na maioria das vezes, alegam que esses atrasos são consequência de restrições operacionais nos portos escalados anteriormente – principalmente os do sul do país.  

O baixo estoque de containers padrão alimento também segue impactando negativamente as exportações, em ambos os portos. 

Related posts

Café verde do oeste baiano entra no Mapa das Indicações Geográficas do IBGE

Mario

MAPA divulga representantes do Conselho Deliberativo da Política do Café

Mario

illycaffè firma parceria para reciclar cápsulas no Brasil

Mario

Deixe um Comentário

Este site utiliza cookies para melhorar sua experiência. Presumiremos que você concorda com isso, mas você pode cancelar se desejar. Aceitar Leia Mais