CaféCafé e Mercado

[ATLANTICA COFFEE] – Relatório Semanal 12 Jan 2024

EQUIPE ATLANTICA COFFEE
[Relatório Semanal – 08 a 12/01/2024]
Somos uma Trading Company do Grupo Montesanto Tavares, o maior grupo de café do Brasil
que atua em todas as etapas da cadeia cafeeira, desde a
produção dos cafés até a comercialização dos blends no exterior.
As empresas do GMT (Atlantica Coffee, Ally Coffee, Cafebras, Armazéns Gerais Leste de Minas e

as fazendas do GMT Farms) estão localizadas na América do Sul,
Europa, América do Norte e atuam em todos os continentes.
www.atlanticacoffee.com/blog

KCNY e câmbio 

As cotações do café na bolsa de Nova York trabalharam entre 179,00 e 187,95 centavos por libra peso no vencimento março/24, ainda o mais líquido, com oscilação de 895 pontos na semana. O mercado segue de olho no clima nas regiões produtoras de café, que segue favorável nesse início de ano. As rotas marítimas que passam pelo Mar Vermelho e o impacto do conflito na região nas tarifas de frete também são importantes no cenário cafeeiro, bem como de outras commodities. 

No câmbio, as cotações do dólar oscilaram entre R$4,8314 e R$4,9090 e o real apresentou uma valorização perante o dólar. O Índice de Preços ao Consumidor americano (CPI – Consumer Pricing Index) foi divulgado na quinta-feira (11) e apresentou uma alta de 0,3% em dezembro, fechando o ano de 2023 em 3,4%. Logo, o mercado começa a refletir as expectativas sobre o rumo da taxa de juros americana para 2024, visto que esse dado de inflação fechou o ano de 2023 um pouco acima do esperado. 

A Comissão de Negociação de Futuros de Commodities (CFTC) divulgou na sexta-feira (05) o relatório com posicionamento de traders no mercado de café em Nova York, referente à semana encerrada na terça-feira (02). Os fundos de investimento aumentaram sua posição comprada para 22.556 lotes, contra um saldo anterior de 22.138. 

Os estoques certificados de café em NY ICE fecharam a quinta-feira (11) em 258.066 sacas de 60 kgs. Atualmente, há 48.000 sacas de café aguardando aprovação, sendo destas 33.780 de cafés de origem brasileira. 

MARÇO/24: Mín: 179,00 | Máx: 187,95 | Último: 180,25 
BRL/USD: Mín: 4,8314 | Máx: 4,9090 | Último: 4,8575 
*Dados até a finalização deste relatório 


CLIMA

A frente fria que passa entre sexta e sábado pelo litoral da região Sudeste deverá causar chuvas moderadas nas regiões de Garça, Mogiana e Sul de Minas. 

A previsão para a próxima semana é de a massa de ar quente atuar em todas as regiões cafeeiras, com possibilidade de chuvas isoladas em Garça, Mogiana, Sul de Minas, Cerrado e na Zona da Mata. Não há previsão de chuvas nos próximos dias nas regiões do Norte do Espírito Santo e Sul da Bahia.

Chuvas previstas para a semana: 

Região Sul de Minas: entre 30 e 40 mm. 

Região Zona da Mata: entre 10 e 20 mm. 

Região do Cerrado: entre 10 e 20 mm. 

Região Alta Mogiana: entre 30 e 40 mm. 

Região de Garça: entre 30 e 40 mm. 


MERCADO DOMÉSTICO e FOB

O mercado interno teve um movimento um pouco maior na semana, porém as bases entre compradores e vendedores seguem distantes, assim, os negócios acontecem conforme movimentos de NY ICE e dólar. Já as cotações no FOB seguem agitadas e para embarques de curto prazo, ainda que o número de negócios reportados não seja tão expressivo. Houve um apetite maior dos compradores de Rio Minas na semana, e alguns negócios foram reportados, em flat price, conforme disponibilidades do exportador e movimentos das cotações do café em NY. 

As pedidas dos vendedores no interno são como abaixo: 

  • Bebida dura bica good cup na casa de R$980,00; 
  • Bebida dura bica fine cup perto de R$1.030,00; 
  • Rio Minas bica corrida com 25 de cata perto de R$850,00; 
  • 600 defeitos na casa de R$830,00; 

LOGÍSTICA

  • As taxas globais de contêineres dispararam nas últimas duas semanas, devido às tensões no Mar Vermelho. Ataques a embarcações na região resultaram em desvios de rotas mais longas, interrompendo o transporte da Ásia para a Europa e a Costa Leste dos Estados Unidos, impactando os embarques de café dos principais exportadores asiáticos. As informações foram reportadas pelo portal de notícias Globo Rural. 

Nas últimas semanas o intenso tráfego nos arredores do Porto de Santos impactou diretamente alguns embarques, que não puderam ser entregues no terminal portuário dentro do prazo. Além do alto fluxo de veículos de carga, a volta das festividades de fim de ano e férias também foram apontados como fatores prejudiciais. 

Os terminais de vazios estão operando com estoque satisfatório e os navios com saída dentro de 4 a 6 semanas não apresentam restrição. 

Related posts

Prêmio Café Qualidade Paraná 2018: 74 cafeicultores disputam o título

Mario

FENICAFÉ 2022: Painel “Mulheres na Cafeicultura Brasileira” será destaque

Mario

[Silas Brasileiro] – Balanço Semanal CNC — 10 a 14/12/2018

Mario

Deixe um Comentário

Este site utiliza cookies para melhorar sua experiência. Presumiremos que você concorda com isso, mas você pode cancelar se desejar. Aceitar Leia Mais