CaféCafé e Mercado

[ATLANTICA COFFEE] – Relatório Semanal 05 Abr 2024

EQUIPE ATLANTICA COFFEE
[Relatório Semanal – 01 a 05/04/2024]
Somos uma Trading Company do Grupo Montesanto Tavares, o maior grupo de café do Brasil
que atua em todas as etapas da cadeia cafeeira, desde a
produção dos cafés até a comercialização dos blends no exterior.
As empresas do GMT (Atlantica Coffee, Ally Coffee, Cafebras, Armazéns Gerais Leste de Minas e

as fazendas do GMT Farms) estão localizadas na América do Sul,
Europa, América do Norte e atuam em todos os continentes.
www.atlanticacoffee.com/blog

KCNY e câmbio 

As cotações do café na bolsa de Nova York trabalharam em forte ascensão na semana. Com uma volatilidade de 2630 pontos, o café iniciou segunda (01) na mínima 187,70 e atingiu sua máxima de 214 nessa sexta feira (05) para o vencimento maio, estamos na transição do vencimento de maio para julho e passamos a ter mais volume em julho, ambos com altíssima liquidez.  

As cotações do arábica seguem fortalecidas pelas altas do robusta, devido a sua oferta limitada no Vietnam e Indonésia, primeiro e terceiro maiores produtores da variedade, respectivamente. Fatores técnicos colaboram para a sustentação do arábica acima da resistência de 200 centavos de dólar por libra peso e o vencimento das opções de maio/24 também é fator importante para as altas, onde os fundos estão possivelmente comprados em call entre 200 e 215, impulsionando as cotações. No câmbio, o dólar foi cotado seguiu acima de R$5,00, com a mínima em R$5,0042 e a máxima R$5,0913. 

A Comissão de Negociação de Futuros de Commodities (CFTC) deverá divulgar nesta sexta (05) o relatório com posicionamento de Traders no mercado, referente à semana encerrada na terça (02). Na semana passada, o relatório apresentou uma alta em 5.815 lotes comprados na semana encerrada em 26/03, totalizando 34.284 lotes vs. 28.469 da divulgação anterior. 

Os estoques certificados ultrapassaram 600 mil sacas e fecharam a sexta-feira (05) em 613.462 sacas de 60kg, destas mais de 311 mil de origem brasileira. Restam 73.114 sacas pendentes de aprovação. 

MAIO/24: Mín: 187,70 | Máx: 214,00 | Último: 212,50 
BRL/USD: Mín: 5,0042 | Máx: 5,0913 | Último: 5,0647 

*Dados até a finalização deste relatório 


CLIMA

Como ainda não chegou nenhuma massa de ar frio durante este outono, e com a diminuição da nebulosidade, a previsão é de uma ligeira elevação das temperaturas nos próximos dias em todas as regiões cafeeiras. O calor combinado com a alta umidade poderá organizar chuvas isoladas a tarde em todas as regiões.  

Os modelos meteorológicos mostram que o período chuvoso ainda não terminou na região Sudeste, e a frente fria que deverá chegar no dia 12 deverá organizar chuvas moderadas entre os dias 12 e 17, em todas as regiões cafeeiras. 

Chuvas previstas para a semana: 

Região Sul de Minas: entre 15 e 20 mm. 

Região Zona da Mata: entre 15 e 20 mm. 

Região do Cerrado: entre 15 e 20 mm. 

Região Alta Mogiana: entre 20 e 30 mm. 

Região de Garça: entre 20 e 30 mm. 


MERCADO DOMÉSTICO e FOB

O mercado físico acompanhou a forte alta de NY e o fortalecimento do dólar. Com os ganhos do arábica na bolsa de NY, o mercado interno foi bem movimentado, com pedidas bem mais altas por parte dos vendedores, ainda que os exportadores tenham mantido suas bases em diferencial. No FOB, tiveram muitos negócios reportados na semana. No curto prazo os diferenciais permaneceram em níveis de reposição, mas para embarques safra nova os vendedores foram encorajados a vender em diferenciais um pouco mais largos. Para o rio minas a oferta segue curta e para o baixo do arábica a demanda segue fortalecida. 

No mercado interno, as pedidas dos vendedores são como abaixo: 

  • Bebida dura bica good cup na casa de R$1.120,00; 
  • Bebida dura bica fine cup perto de R$1.150,00; 
  • Rio Minas bica corrida com 25 de cata perto de R$1.010,00, com pouca oferta. 
  • 600 defeitos na casa de R$960,00, com alta procura; 

LOGÍSTICA

  • A Autoridade Portuária de Santos (APS) convocará armadores, terminais e exportadores de café para discutir soluções logísticas conjuntas visando melhorias no processo de exportação pelo Porto de Santos. A decisão foi tomada pelo presidente da APS, Anderson Pomini, em reunião com o diretor-técnico do Cecafé, Eduardo Heron. As informações são do portal de notícias A Tribuna. 

Terminais de containers vazios nos portos do Rio de Janeiro e de Santos ainda apresentam baixo estoque de containers e algumas programações foram canceladas por essa razão. Alguns destinos na Europa já apresentam restrição de novas reservas nos navios até o início de maio.  

Seguimos enfrentando atrasos de navio em ambos os portos, além de omissões de escala no porto do Rio de Janeiro. 

Related posts

Café campeão do Cerrado Mineiro é escolhido para o mundial de barista

Mario

[Rodrigo Corrêa da Costa] – Mercado de Café – 25 a 29/06/2018

Mario

[Celso Vegro] – Mobilização pelo distrato sinaliza disruptura nos negócios na cafeicultura

Mario

Deixe um Comentário

Este site utiliza cookies para melhorar sua experiência. Presumiremos que você concorda com isso, mas você pode cancelar se desejar. Aceitar Leia Mais