fbpx
Revista Attalea Agronegócios
Image default
Café

Amanhã acontece a final do Concurso de Qualidade do Café Arábica, em Domingos Martins (ES).

Os ganhadores da terceira edição do Concurso Municipal de Qualidade do Café Arábica de Domingos Martins (ES) serão conhecidos amanhã, quinta-feira, dia 22 de novembro. A Secretaria de Desenvolvimento Rural de Domingos Martins realiza uma cerimônia de premiação no Ginásio de Esportes de Paraju a partir das 17h.

O Concurso Municipal tem como objetivo identificar, promover, incentivar e premiar os agricultores que adotam técnicas de manejo das lavouras, colheita e pós-colheita. Além disso, o Concurso é uma forma de reconhecer o trabalho dos produtores rurais na busca da melhoria da qualidade.

Os três primeiros classificados na 3ª edição do Concurso Municipal de Qualidade do Café Arábica de Domingos Martins receberão dinheiro e sacos de calcário, por terem sido os melhores cafés produzidos na cidade serrana. Os cinco melhores colocados no concurso terão o café comprado pela Coopeavi.

Durante a cerimônia de premiação no Ginásio de Esportes de Paraju, haverá sorteio de R$1.000,00, destinado aos produtores inscritos na terceira edição do concurso no município.

Compra dos 5 melhores cafés colocados:

– Cafés acima de 87 pontos: R$900,00 por saca
– Cafés entre 86 e 87 pontos: R$750,00 por saca
– Cafés entre 84 e 85 pontos: R$550,00 por saca
– Cafés abaixo de 84 pontos: preço disponível no dia com base na movimentação do mercado

Premiação dos 3 primeiros cafés arábica colocados:

1º colocado: R$1.300,00 e 100 sacos de calcário
2º colocado: 1 roçadeira e 100 sacos de calcário
3º colocado: 1 pulverizador e 100 sacos de calcário

Produção de café em Domingos Martins

Domingos Martins tem a cafeicultura como uma das suas principais culturas das lavouras permanentes do município em uma área de aproximadamente seis mil hectares. A cafeicultura tem se desenvolvido tipicamente em pequenas propriedades, utilizando predominantemente a mão de obra familiar, evidenciando sua grande relevância no aspecto econômico, ambiental e social, na geração de emprego, na distribuição de renda, e como importante fator de permanência das famílias no meio rural. A adoção de novas tecnologias vem contribuir para uma maior produtividade, uma busca constante da melhoria do produto final e uma melhor qualidade de vida para o produtor rural.

Related posts

Bahia ganha notoriedade na produção de café

Revista Attalea Agronegócios

[Rodrigo Corrêa da Costa] – Mercado de Café – 18 a 22/06/2018

Revista Attalea Agronegócios

COOPAMA promove 14ª FENEC em Machado (MG)

Revista Attalea Agronegócios

Deixe um comentário