NOTÍCIASPolítica Agrícola

Agricultura SP: Francisco Martins é o novo coordenador da CATI

Zootecnista estará à frente da Coordenadoria de Assistência Técnica Integral (CATI), órgão da Secretaria de Agricultura e Abastecimento.

O zootecnista Francisco Rodrigo Martins, mestre pela Universidade de São Paulo (USP), com especialização em Gestão Pública pela Universidade Federal de São Carlos (UFSCAR), foi nomeado neste mês como o novo coordenador da Coordenadoria de Assistência Técnica Integral (CATI), vinculada à Secretaria de Agricultura e Abastecimento do Estado de São Paulo.

Francisco iniciou sua carreira na Secretaria de Agricultura e Abastecimento como assistente agropecuário, em 2009, desde então tendo passagens pela Casa da Agricultura e CATI Regional Campinas e, desde 2016, pela assessoria técnica do coordenador.

Antes de assumir a Coordenação da CATI, Francisco atuou como secretário executivo do Fundo de Expansão do Agronegócio Paulista – Banco do Agronegócio Familiar (Feap/Banagro), que tem por objetivo prestar apoio financeiro em programas e projetos de interesse da economia do Estado de São Paulo, aos agricultores, pecuaristas e pescadores artesanais, bem como a suas associações e cooperativas de produtores rurais na forma de programas de financiamentos, linhas de empréstimos ou subvenções econômicas, inclusive equalizações de taxa de juros. À frente do Feap desde 2022, ele trabalhou pelo acesso facilitado e assistido de crédito, subvenção econômica, seguro rural, renegociação e prorrogação de dívidas.

Nomeado coordenador no dia de hoje (26/04), Francisco aposta na democratização do acesso às políticas públicas para os produtores rurais como um meio de fortalecimento da agricultura de pequenos e médios produtores e produtores familiares.

Como novo coordenador da CATI, Francisco tem um grande desafio pela frente. A CATI é responsável por fornecer assistência técnica e extensão rural para milhares de agricultores em todo o estado de São Paulo, e seu trabalho é fundamental para o desenvolvimento sustentável da agricultura paulista. “Aceito esse desafio, com alegria e com o pensamento focado em dar continuidade ao trabalho que já vínhamos realizando. Temos, diante de nós, o Cadastro Ambiental Rural (CAR), Rotas Rurais, entre tantos programas que são de execução da CATI e que melhoram a vida de homens e mulheres do campo. Ainda, em breve nossa instituição deve dar início ao Programa Microbacias III”, diz, sobre as muitas frentes de atuação da CATI e sobre o Microbacias III, que propõe intervenção em microbacias hidrográficas para incrementar sistemas produtivos sustentáveis.

À frente da Coordenadoria, ele pretende expandir o uso de tecnologias inovadoras, além de fortalecer a rede de extensionistas rurais da organização, de modo a fornecer um serviço ainda melhor para os agricultores.

Com sua vasta experiência, conhecimento técnico e abordagem inovadora, Francisco Martins certamente será um grande trunfo para a CATI e para a agricultura do Estado de São Paulo como um todo.

Related posts

Café da região de Apucarana (PR) aposta na tecnologia para avançar no mercado internacional

Mario

MAPA divulga lista com 75 projetos selecionados no edital do AgroResidência

Mario

Baterias de chumbo-ácido exigem manutenção especial na intralogística

Mario

Deixe um Comentário

Este site utiliza cookies para melhorar sua experiência. Presumiremos que você concorda com isso, mas você pode cancelar se desejar. Aceitar Leia Mais