CaféCafés EspeciaisEVENTOS - DESTAQUES

3ª ALTA CAFÉ: organizadores buscam promover o café da semente à xícara

Além das principais empresas de máquinas, implementos e insumos agrícolas [essenciais na cultura do café], feira contará com espaços para demonstração da qualidade do café produzido na Região da Alta Mogiana.

Com 62% das áreas de exposição já comercializadas, a Comissão Organizadora da 3ª ALTA CAFÉ – Feira de Negócios e Tecnologia da Alta Mogiana iniciou a formatação de novos espaços. Neste momento, espaços voltados à promoção da qualidade do produto final: o café originário da Região da Alta Mogiana. O evento está programado para acontecer entre os dias 21 a 23 de março de 2023, no Clube de Campo de Franca, município de Restinga (SP), e promete muitas novidades para o Agronegócio Café do Brasil.

Para esta fase, a proposta dos organizadores é reunir também as principais marcas de cafés da Região da Alta Mogiana, bem como o de empresas que trabalham especificamente neste setor, como de máquinas, equipamentos e insumos básicos utilizados no produto final.

“A Alta Café já é um sucesso. O cafeicultor de nossa região e de todas as regiões brasileiras – já que nas últimas duas edições recepcionamos cafeicultores e empresários do Norte do Paraná, Espírito Santo, Montanhas de Minas, Sul da Bahia, Goiás e Rondônia – tem na Alta Café um ponto de referência na cafeicultura. Desde o início, a proposta da AEAGRO foi a de criar um espaço único, voltado ao especificamente ao cafeicultor, onde ele possa conhecer, aprender, discutir e adquirir as mais variadas tecnologias em máquinas, implementos, equipamentos, insumos e serviços para a sua lavoura de café. Mas não para por aí. Agora, queremos ampliar oportunidades. Estamos na Região da Alta Mogiana, uma das mais tradicionais e importantes regiões produtoras de cafés de qualidade do Brasil e do Mundo. Porque não mostrar as marcas de café desta região nesta feira que se tornou referência em pouco mais de dois anos?”, advertiu José Henrique Mendonça, cafeicultor, presidente do Sindicato Rural de Franca e presidente da AEAGRO – Associação dos Empresários do Agronegócio de Franca e Região e presidente do Sindicato Rural de Franca.

José Henrique Mendonça (presidente da AEAGRO e do Sindicato Rural de Franca).

O objetivo primordial da AEAGRO com a criação da feira Alta Café sempre foi o de promover a cultura do café, desde a semente (com todas as tecnologias responsáveis por garantir a qualidade e a produtividade das mudas e, consequentemente, das lavouras de café no futuro) até o produto final (que também merece cuidado e respeito, para garantir todo o trabalho desenvolvido pelo produtor rural, assim como garantir a qualidade que o consumidor final merece e espera).

Nesta questão, a proposta de se promover o “produto final” durante a 3ª Alta Café tornou-se fortalecida a partir de novembro com o início da formalização de parcerias institucionais com a ACIF – Associação Comercial e Industrial de Franca; com o SEBRAE-SP – Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas; com a AMSC – Associação dos Produtores de Cafés Especiais da Região da Alta Mogiana; e com a Cerejas do Café, Grupo de Mulheres Produtoras de Cafés que integram a IWCA (Internacional Women Coffee Association), uma associação internacional que visa reunir exclusivamente mulheres ligadas à cafeicultura para desenvolver negócios nessa área.

Guilherme Dias (Koa Cafés), Gustavo Ribeiro (Café Aleluia), Jaider Silva (gestor ACIF), Elda Marta (La Finca Brazil), Vanessa Moreno e a mãe Roseli Cintra (Café Moreno), no estande do Núcleo de Cafés Especiais na 2ª Alta Café.

“A primeira etapa do projeto já foi bem discutido e está em fase de finalização. A partir de janeiro de 2023, o Escritório do SEBRAE-SP de Franca assumirá a organização de um Pavilhão de Cafés Especiais com 200m², que abrigará cerca de 20 marcas de cafés da Região da Alta Mogiana, todas elas participantes do Núcleo de Cafés Especiais da ACIF. A ideia inicial é organizar um espaço diferenciado, em que os visitantes poderão receber já na entrada do pavilhão informações rápidas e básicas sobre a produção de cafés especiais e, logo em seguida, adentrarão ao espaço em que estarão instaladas as empresas e poderão degustar e adquirirem os principais cafés especiais da Região da Alta Mogiana”, explicou o Engº Agrº Carlos Arantes Corrêa, coordenador da 3ª Alta Café.

Estande do café La Finca Brazil, na 2ª ALTA CAFÉ.

Mas não para por aí. Segundo o coordenador, a AEAGRO iniciou tratativas visando parcerias com a AMSC e com a Cerejas do Café, com a intenção de ampliar o tema Cafés Especiais na feira. “A AMSC é a referência nacional quando se fala em cafés de qualidade. O grupo Cerejas do Café é uma referência internacional em produção e negócios com cafés produzidos por mulheres. A organização de uma feira que busca mostrar todas as etapas da produção deste produto extremamente importante para a Região da Alta Mogiana, requer a expertise destas duas associações. Para a parceria, estamos ainda em processo de discussão e formatação do projeto. Mas a proposta da Comissão Organizadora da 3ª ALTA CAFÉ é a de promover aos visitantes uma imersão no mundo do Café Especial, mostrando a importância da Indicação Geográfica Alta Mogiana, além de se destacar outras marcas da café da região e também reunir empresas que contribuem diretamente para se alcançar esta qualidade, como por exemplo: fabricantes de torradores, moedores, de embalagens, certificadoras, exportadoras e outras mais”, explicou o presidente José Henrique Mendonça.

EXPOSITORES
Com relação às fabricantes de máquinas e implementos agrícolas voltados à lavoura cafeeira, já confirmaram presença as principais empresas do Agronegócio Café: A.Alves (New Holland), AgroPL (Landini), Colorado (John Deere), Oimasa (Massey Ferguson), Olimáquinas (LS Tractor), Robusta Tratores (Yanmar Solis), Sami Máquinas (Agritech), Case iH (Tracan Máquinas), VN Máquinas, Agrimec Implementos, Agroleite, AWZ Máquinas, SWZ Máquinas, Kamaq, Vicon, Minami, MIAC Colombo, Marispan, Bertanha, Luma Implementos, Palinialves, Pinhalense, Jacto e Cristo Rei Implementos.

Estande da SWZ MÁQUINAS na 2ª ALTA CAFÉ.
Estande da KAMAQ na 2ª ALTA CAFÉ.
Estande da PALINIALVES na 2ª ALTA CAFÉ.

Dentre as cooperativas, COOPERCITRUS e COCAPEC confirmaram presença e levarão à feira o que tem mais tecnológico em assistência técnica, serviços, máquinas e implementos para a cafeicultura.

Com a inauguração da nova Unidade de Negócios em Franca (SP), com a proposta de aproximar ainda mais o trabalho da COOPERCITRUS para com o agricultor da Região da Alta Mogiana, em especial o cafeicultor, a expectativa é de que o estande da cooperativa na 3ª Alta Café seja um dos mais visitados. Além da tecnologia dos tratores Valtra e das máquinas pesadas da JCB, a COOPERCITRUS levará o que há de mais moderno em tecnologia para a agricultura em geral, além de insumos de ponta, tratamentos biológicos, monitoramento de campo, irrigação, operações de comercialização em mercado futuro, assistência técnica, soluções em seguros, consórcios, taxas diferenciadas e condições exclusivas de pagamento aos cooperados.

Tratores Valtra e máquinas pesadas da JCB no estande da COOPERCITRUS na 2ª ALTA CAFÉ.
Estande da COOPERCITRUS na 2ª ALTA CAFÉ.

Entre as revendas de agroquímicos, agrobiológicos, fertilizantes e acessórios diversos para agricultura em geral, os visitantes terão a oportunidade de conhecer, de perto, o que de mais atual em tecnologias para a cafeicultura na Região da Alta Mogiana nos estandes da: Dedeagro (mais uma vez patrocinadora e empresa parceira da Alta Café deste a 1ª edição e que conta com a parceria com muitas empresas de tecnologia voltadas ao agronegócio); e em duas empresas que estreiam na Alta Café: a Casa do Café Insumos Agrícolas (empresa instalada em Franca/SP e que atua há 17 anos na região desenvolvendo um trabalho sério e comprometido com o sucesso das diversas atividades agrícolas, em especial, a cafeicultura) e a Casa do Adubo (empresa recentemente instalada em Franca/SP, pertencente a canadense Nutrien Soluções Agrícolas, que está há 85 anos no mercado, que apresenta uma enorme plataforma virtual de vendas, além de unidades físicas em 11 estados brasileiros, levando insumos e soluções para viabilizar a produção agropecuária).

Estande da DEDEAGRO na 2ª ALTA CAFÉ.

Com a aquisição da Casa do Adubo – e englobando desde 2018, também, as empresas Agrichem, Grupo Agrosema, Grupo Tec Agro, Sementes Goiás, BRA Agroquímica, Terra Nova Insumos Agrícolas, Loveland, Bio Rural, Marca Agro Mercantil, Agrodistribuitor Casal –, a Nutrien Soluções Agrícolas passa a ocupar a terceira colocação no mercado de varejo agrícola brasileiro, com um market share de 3,5%. Superada apenas por outros dois grandes grupos: a Lavoro (líder no varejo agrícola brasileiro com um share de 4,5% de um mercado que movimenta R$ 160 bilhões), seguido do Agrogalaxy (que detém um share de 4,1%).

Expositor destaque na 2ª edição da feira, com um estande, atendimento e soluções diferenciadas para o cafeicultor da Alta Mogiana, o Agrogalaxy confirmou presença na 3ª Alta Café. Com 150 lojas e pontos comerciais distribuídos por diversos estados, inclusive com unidade em Franca (SP); 13 unidades de sementes sendo 3 próprias e 10 toolings; 28 silos para armazenamento; a Plataforma Agrogalaxy teve início com o Fundo Aqua Capital, que fez investimentos em empresas do setor de revendas de insumos agrícolas no Brasil a partir de 2016, com a aquisição da Rural Brasil, seguido da Agro100, Sementes Boa Nova, Boa Vista, Grão de Ouro, Agro Ferrari, Sementes Campeã, Ferrari Zagatto e Agrocat.

Com portfólios também extremamente ricos, com opções e soluções para todas as etapas da lavoura do café, Green Has, Gecal Agronegócios e São Francisco Fibras também se destacarão como expositores na Alta Café 2023.

Destaque nas últimas duas edições, a geração de energia fotovoltaica contará com a participação das seguintes empresas até o momento: Quântica Energia Fotovoltaica, Repensa Energia e Franca Sol.

Estande da QUÂNTICA ENERGIA FOTOVOLTAICA na 2ª ALTA CAFÉ.

Acrescentamos à esta lista de expositores, a Pinelo – Casa da Borracha, Hidramil e YPF Petróleo, empresas especializadas em serviços, peças, acessórios e componentes para as atividades agrícolas, além de tratores, máquinas e diversos tipos de veículos automotores.

No setor de tecnologia, várias empresas acima relacionadas irão levar também novidades nesta área. Destacamos uma que estréia na Alta Café. Com sede em Votuporanga (SP), a Base Biológica é uma biofábrica 100% nacional, especializada na produção de agentes macrobiológicos, em especial o Chrysoperla externa (Crisopídeo), utilizado principalmente no controle do Bicho-Mineiro na cultura do café.

Também pela primeira vez na Alta Café, a Pleno Pot é uma empresa especializada na produção de paperpots (tubetes biodegradáveis) que nada mais é do que um volume de substrato envolto em um papel 100% biodegradável, em forma cilíndrica, onde a semente, estaca, bulbo, rizoma ou rebolo é acondicionado proporcionando o meio ideal para o seu desenvolvimento até o momento do transplante. Quando as mudas estão prontas para o transplante, não é necessário tirar o papel. O tempo de degradação varia de 1 a 12 meses. O Paperpot pode ser plantado diretamente no solo, vaso ou diretamente no chão.

Também já confirmou participação na 3ª Alta Café a empresa AO Embalagens, que atua em todo o Brasil e produz sacos herméticos grain bags para armazenamento e exportação de grãos agrícolas especiais. São sacos ecológicos multicamadas que permitem o fechamento hermético, concebidos com tecnologia especial para preservar o frescor natural das fazendas.

Cinco instituições financeiras já confirmaram presença, sendo um federal (Banco do Brasil), um privado (Bradesco) e três do sistema cooperativo (Sicredi, Sicoob Credimogiana e Sicoob Credicitrus). Outras três instituições financeiras estão em negociação.

Murilo Leal (gerente do Banco do Brasil) e José Henrique Mendonça (presidente da AEAGRO e Sindicato Rural de Franca)

APOIO INSTITUCIONAL
Já estão formalizados o apoio institucional da ACIF – Associação Comercial e Industrial de Franca e do SEBRAE-SP – Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas.

No último dia 13 de dezembro, durante a inauguração da Unidade de Negócios Coopercitrus em Franca (SP), com a presença do secretário Francisco Maturro e do diretor do EDR – Escritório de Desenvolvimento Rural da CATI em Franca, Geraldo Nascimento Júnior, o presidente do Sindicato Rural de Franca e da AEAGRO, José Henrique Mendonça formalizou o convite para que a Secretaria de Agricultura e Abastecimento do Estado de São Paulo seja parceira do evento.

José Henrique Mendonça (presidente da AEAGRO e do Sindicato Rural de Franca), Francisco Matturro (secretário de Agricultura e Abastecimento de SP), José Augusto Freixes (vice-presidente da AEAGRO) e Engº Agrº Geraldo Nascimento Junior (diretor do EDR-Franca).

ESPAÇOS COMERCIAIS
Com mais de 60% das áreas já comercializadas até o momento, a 3ª Alta Café ainda aguarda a decisão de várias empresas que apresentaram interesse em participar da feira como expositores, levando suas tecnologias para a cultura do café. “Faltam apenas decidirem a metragem de área necessária para a apresentação de seus produtos e serviços, bem como a localização do estande no ambiente da feira. Cada empresa tem a sua particularidade e cada um escolhe estar ou não próximo de um concorrente ou expositor-chave”, explicou Carlos Arantes.

De acordo com o coordenador, a feira ainda dispõe de áreas comerciais de várias dimensões, desde 4m² (2,0m x 2,0m) até 60m² (5,0m x 12,0m). “A proposta da Comissão Organizadora é abrigar todos os tipos de empresas, da micro às grandes, as que levarão produtos e as que estarão apresentando serviços importantes para a cafeicultura. E esta também é a expectativa dos visitantes: conhecer as tecnologias e serviços mais atuais para a sua atividade diária.

A comercialização dos espaços para exposição e para a praça de alimentação continua. Os interessados deverão confirmar interesse através do email: altacafe@altacafe.com.br ou apresentar proposta por mensagem através dos whatsapp (16) 9.9126-4404 (Carlos Arantes) ou (16) 9.9967-2486 (Adriana Dias).

Projeto da 3ª ALTA CAFÉ – estandes de 60m², com área de exposição de máquinas e produtos.
Projeto da 3ª ALTA CAFÉ – estandes de 50m², com área de exposição de máquinas e produtos.

Related posts

Expodireto 2019: Trimble destaca sistema de pulverização seletiva que economiza 90% dos gastos em herbicidas

Mario

Agrishow: Agricultores poderão conhecer tecnologias de agricultura de precisão no estande da Trimble

Mario

Torrando Ideias 2023: Região do Cerrado Mineiro sedia maior evento de torrefação no Brasil

carlos

Deixe um Comentário

Este site utiliza cookies para melhorar sua experiência. Presumiremos que você concorda com isso, mas você pode cancelar se desejar. Aceitar Leia Mais